Livro relata a situação de mães que ganham meninas na China

Ao distribuir terras, Estado chinês prioriza famílias com filhos homens

Em 1989, numa viagem de trabalho por rincões da China, a jornalista Xinran ouviu pelaz primeira vez a expressão “resolver uma bebezinha’’. No mesmo ano, ao entrevistar camponeses na província oriental de Shandong, ela presenciou uma família “resolver uma bebezinha’’, ou seja, matá-la.

O episódio está no livro Mensagem de Uma Mãe Chinesa Desconhecida, lançado no Brasil pela Companhia das Letras.

Ex-apresentadora de um programa de rádio voltado a mulheres em Nanquim, Xinran partiu da experiência real de suas ouvintes para montar o painel de 10 histórias relatadas na obra, todas sobre o sofrimento de mães que abandonaram filhas. Em muitas regiões da China, bebês do sexo feminino ainda são tidas como um estorvo pelas famílias.

O motivo é uma cultura milenar que se reflete na legislação patriarcal do país: ao distribuir terras, o Estado prioriza famílias com filhos homens. Como desde 1979 há também a política do filho único, que pune com taxas quem tiver mais de um descendente, as famílias só querem ter meninos.

O infanticídio é o recurso extremo, restrito a lugares remotos do que a autora chama de “China profunda’’. Bem mais corriqueira é a prática de dar para adoção, ou simplesmente abandonar na rua, as chinesinhas – igualmente mais corriqueira no campo do que nas cidades.

Como consequência, havia, em 2007, 120 mil crianças chinesas adotadas pelo mundo — mais de 90% mulheres, segundo a autora.

Mas o vertiginoso crescimento econômico e a modernização da China não alteraram o quadro?

Em entrevista por telefone, de Londres, onde vive desde 1997, Xinran afirma que “não há uma China, mas várias’’:

— Há de fato uma grande mudança nos últimos 20 anos, mas ela acontece nas cidades. Se você viaja cinco horas de carro pelo interior, volta 200 anos no tempo.

Mensagem de uma Mãe Chinesa Desconhecia
De Xinran
Tradução de Caroline Chang, Companhia das Letras, 272 páginas, R$ 42

ZERO HORA – CADERNO MEU FILHO

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s